Previsão do Tempo
Sexta, 23 Agosto 2019 11:22

Tempo: Chuvas fracas retornam nesta 6ª feira para áreas do Centro-Oeste sem chuvas há 100 dias

Avalie este item
(0 votos)
Tempo: Chuvas fracas retornam nesta 6ª feira para áreas do Centro-Oeste sem chuvas há 100 dias




 

A previsão do tempo aponta para o retorno de chuvas, ainda que fracas, sobre áreas da região Centro-Oeste do Brasil. As capitais Cuiabá (MT), Goiânia (GO) e proximidades, por exemplo, estão sem chuvas desde maio. Instabilidades já são vistas em imagens de satélite da região.

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) prevê que esta sexta-feira (23) deve ser um dia parcialmente nublado a nublado sobre áreas da região Centro-Oeste e com chuvas isoladas em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Outras localidades não devem ter precipitações no dia.

Apesar do tempo mais fechado, as máximas ainda podem atingir os 39ºC em áreas da região Centro-Oeste. A umidade mínima fica em 15% e a máxima em 95%. Se ocorrerem, as chuvas sobre áreas de Centro-Oeste do país devem ser tão fracas que nem aparecem no modelo de precipitação acumulada 24 horas.

"Apenas nos parâmetros do modelo Cosmo de cobertura de nuvens totais, é possível ver a possibilidade de pancadas de chuva para áreas de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul nesta sexta-feira, mas isso para a agricultura é muito pouco", pondera Manoel Rangel, meteorologista do Inmet.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (24/08 a 26/08) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (24/08 a 26/08) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

De acordo com dados do Inmet, a última chuva acima de 10 milímetros na capital de Mato Grosso foi registrada no dia 06 de maio, com acumulado de pouco mais de 14 mm. Já são 109 dias sem precipitação. Em Goiânia (GO), a última chuva acima de 10 mm foi em 17 de maio, há 98 dias, com 23,6 mm.

Campo Grande (MS) é a capital que tem melhor condição de chuva nos últimos meses. A última chuva acima de 10 mm na cidade foi registrada pelo Inmet no dia 16 de julho, com acumulado de 10,2 mm. Depois disso, já são 38 dias sem precipitações consistentes na região.

Além da falta de chuvas, estados da região central do Brasil também têm enfrentado altas temperaturas nos últimos dias. Na quinta-feira (22), as três maiores máximas no país foram em, Poxoréo (MT): 40,2°C, Aragarças (GO): 39,3°C e Juara (MT): 39,2°C.

O Inmet segue os alertas de baixa umidade nesta sexta-feira com perigo em áreas de GO, MT e TO. "Umidade relativa do ar variando entre 20% e 12%. Risco de incêndios florestais e à saúde. Ressecamento da pele, desconforto nos olhos, boca e nariz", destaca o instituto meteorológico.

Veja o mapa das áreas com alertas nesta sexta-feira em todo o Brasil:

Mapa das áreas com alertas nesta sexta-feira em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Em áreas de MA, MG e PA, o aviso é perigo potencial. "Umidade relativa do ar variando entre 30% e 20%. Baixo risco de incêndios florestais e à saúde", ressalta.Há alerta de chuvas intensas sobre áreas de SP. Áreas do Norte e Nordeste também devem terminar a semana com precipitações.

O mapa de precipitação acumulada em todo o Brasil nos últimos cinco dias aponta que os maiores volumes de chuva no período se concentraram sobre áreas das regiões Norte, Nordeste, Sul e Sudeste. Não choveu praticamente nada sobre a maior parte do país, mas isso é normal para o período.

Veja o mapa de precipitação acumulada dos últimos 5 dias em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada dos últimos 5 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Uma massa de ar seco predomina sobre vários estados das regiões Sudeste em Centro-Oeste do Brasil nos últimos dias. E ainda deve demorar para ficar mais úmido sobre a maior parte do país. O mapa de precipitação acumulada para os próximos sete dias mostra que a maior parte do país seguirá sem chuvas volumosas pelo menos até o dia 30 de agosto.

Francisco de Assis Diniz, chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, apresentou no I Fórum Café e Clima esse modelo americano e outros que apontam para um atraso das chuvas para áreas de café nos próximos meses e altas temperaturas. No cinturão de grãos, a situação pode ser ainda mais adversa. Mapas estendidos apontam tendência de veranico no início de 2020.

Veja mais:
» Inmet prevê atraso das chuvas em áreas de café e grãos no Brasil; veranico no início de 2020

Veja o mapa de precipitação acumulada para os próximos 7 dias em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada para os próximos 7 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Previsão estendida de chuvas para o Brasil
De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 22 até 30 de agosto, as chuvas mais volumosas caem sobre as extremidades do país, com altos volumes no Norte e baixos a moderados acumulados no Sul e áreas do litoral Leste brasileiro.

De 30 de agosto até 07 de setembro, a tendência segue a mesma do mapa anterior pela região Norte do país. Seguem as precipitações fracas a moderadas em áreas do Leste brasileiro, mas os volumes devem ficar mais significativos em áreas da região Sul. A maior parte da região central ainda terá tempo seco.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 22 de agosto até 07 de setembro:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 22 de agosto até 07 de setembro - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Publicado em 23/08/2019 10:53

Tags: Meteorologia Clima chuvas frio Seca Estiagem Mato Grosso do Sul Chuva Mato Grosso Paraná Goiás Tempo seco previsão do tempo Sul Sudeste Brasil Nordeste Centro-oeste São Paulo Massa de ar seco Cuiabá Tempo Norte Altos acumulados Pancadas de chuva Baixa umidade Instabilidades Alerta Aviso Acumulado de chuva
Por: Jhonatas Simião | Instagram @jornalistadotempo
Fonte: Notícias Agrícolas

Acessado 11 vezes

Soluções em Web!